Deus, Poesia, Natureza

deus poesia natureza

Livro de pensamentos poéticos em que é feito o hino da natureza e em que o leitor é levado a refletir sobre o mistério da vida.

O Diário de Notícias faz-lhe referência na edição de 5 de novembro de 2003, reproduzindo este pensamento:

«Vê a montanha a partir de todas as perspetivas. Vê-a pela direita, pela esquerda, a partir do seu sopé, das suas vertentes ou do seu cume. Só assim conseguirás ter uma noção da sua Verdade, que é muito mais vasta do que uma perspetiva pela qual a vejas.»

A revista missionária Além-Mar, de março de 2004, refere-se ao livro com estas palavras:

«O melhor comentário a esta obra será citar as palavras do próprio autor, que nos explica o que significou para ele escrevê-la: «A vida envolve-nos com sombras eternamente móveis, soltas, fragmentos de uma luz que chega despedaçada até nós, embora esteja inteira na origem.» Deus, Poesia, Natureza teve inicialmente o título de «Pensamentos à solta» e, segundo o autor, «estes devem ser entendidos como fragmentos dessa luz inteira que chega despedaçada até nós… Neste livro, esqueci nacionalidades, nomes de países, de culturas, de religiões específicas, de mitos nacionais, para que mais ficasse realçada a ideia de que todos nós homens somos irmãos, para além de todos os tempos e de todos os espaços…»

__________

Deus, Poesia, Natureza,

Ésquilo, Comunicação e Multimédia,

2003.

Jorge Chichorro Rodrigues

 

CONTACTO

A sua opinião é importante, diga-nos

o que pensa do autor e da obra!...

Jorge Chichorro Rodrigues nas Redes Sociais

Facebook Twitter Google+ Canal de Youtube Instagram